Nenhum comentário

COMO EVITAR O ASSÉDIO MORAL NAS EMPRESAS?

assedio moral no trabalho

Antes de entendermos como evitar o assédio moral no trabalho por meio de algumas informações contidas ao longo desse artigo, vamos ter maior clareza sobre o que é o assédio moral de fato.

Por definição, assédio moral é a exposição de pessoas a situações humilhantes e constrangedoras no ambiente de trabalho, de forma repetitiva e prolongada, no exercício de suas atividades.

De forma mais informal, é toda e qualquer conduta abusiva, manifestando-se por comportamentos, palavras, atos, gestos ou escritos que possam causar danos à personalidade, integridade física e mental do colaborador.

Talvez por essas definições você já tenha se lembrado de alguma situação que ocorreu no seu trabalho e que se encaixa no conceito do assédio moral. Pois é, infelizmente essa é uma prática muito normal nos dias atuais.

Mas por ser normal não significa que é correto. Precisamos parar de banalizar casos assim e não deixá-los entrar no âmbito da normalidade. Para isso, confira nosso artigo na íntegra e aprenda a evitá-lo.

Tipos de assédio moral

Começaremos a aprender a evitar o assédio moral no trabalho por meio de um tópico muito importante e que te dará maior clareza sobre o assunto: os tipos de assédio moral.

Ele é classificado de acordo com sua abrangência no local de trabalho em assédio moral institucional e interpessoal. Veja a seguir:

  • Assédio moral institucional: aqui o problema vem do topo. Os funcionários de cargos mais altos, que normalmente fazem parte da organização, são os próprios assediadores.

Eles incentivam também o assédio moral propondo melhorias na produtividade a troco da integridade física e mental do colaborador.

  • Assédio moral interpessoal: já aqui o problema ocorre de forma pessoal. Normalmente o assediador quer prejudicar o outro colaborador.

Quanto a tipologia do assédio moral no trabalho, temos:

  • Assédio moral vertical: ocorre com dois funcionários de cargos diferentes, como patrão e empregado. É subdividido em:

Descendente: é o famoso abuso de poder por partes dos chefes. Eles determinam o cumprimento de alguma tarefa com a intenção de punir o empregado por algum erro, por exemplo.

Ascendente: já aqui ocorre o inverso, os empregados que se voltam contra o empregador. Acontece quando o funcionário tenta prejudicar o empregador fazendo piadas constrangedoras em público ou chantagem para se promover.

  • Assédio moral horizontal: aqui os funcionários pertencem a um cargo de mesmo nível hierárquico. A conduta é provocada por um clima de competição sobre os empregados e pode levar ao bullying.

Assédio moral misto: como o nome diz, é uma junção do assédio moral vertical com o horizontal. Ocorre quando o funcionário é prejudicado tanto por pessoas com cargos de mesmo nível, quanto por chefes. É um efeito cascata.

Situações que caracterizam o assédio moral no trabalho

Essa talvez seja uma das partes mais importantes desse artigo. Saber identificar quando está sendo assediado por um colega ou pelo chefe é fundamental na hora de ajudar um amigo e se ajudar.

Confira atentamente alguns exemplos de situações que separamos e verifique se isso tem ocorrido no local onde você trabalha.

Se você é empregador, vale o mesmo. Verifique se seus funcionários têm adotado tais condutas no ambiente de trabalho:

  • Impor metas abusivas e quase impossíveis de serem atingidas
  • Agressões verbais com xingamentos, por exemplo.
  • Humilhações públicas
  • Horários de trabalho excessivos
  • Apelidar pessoas com nomes vergonhosos
  • Dar instruções erradas a fim de prejudicar
  • Forçar uma demissão
  • Acusar alguém de um erro não cometido
  • Brincadeiras constrangedoras
  • Desconsiderar problemas de saúde ou limitações físicas
  • Julgar negativamente a vida particular do outro

Como a empresa deve agir diante disso?

Se você é empregador e quer saber como prevenir o assédio moral no trabalho, o primeiro passo você já deu: leu esse artigo até aqui e aprendeu mais sobre o assunto.

Mas infelizmente o assunto não é tão simples de lidar e precisa ser encarado com uma postura muito séria e rígida. A melhor alternativa nesse caso é sempre a prevenção desses atos.

Normalmente o ambiente de trabalho é um grande facilitador para o assédio moral.

Portanto, forme um grupo que possa avaliar os possíveis riscos desse evento acontecer e comece a traçar condutas de prevenção, como a instituição de políticas públicas que visem proteger a integridade do colaborador.

Além disso, tenha uma equipe bem treinada quanto a esse aspecto. Os gestores do RH, por exemplo, precisam de uma seção para tratar apenas desse tema e saber direcionar as vítimas de forma adequada.

Conclusão

Podemos concluir que o assédio moral no trabalho é um assunto pouco debatido dentro das empresas e por isso, tem aumentado cada vez mais.

Saber as características de ato assediador é suma importância para o líder da empresa tomar as medidas cabíveis e proteger seus funcionários.

Se esse artigo foi útil pra você ou se ainda possui alguma dúvida sobre o assunto, não deixe de comentar. Será um prazer ajudar!

Você também pode gostar

Você também pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu