Construindo resiliência: saúde mental e bem-estar no local de trabalho

Ilustração de saúde mental


Mais do que nunca, a saúde mental é um tema de discussão aberta na mídia, em nossos círculos sociais e, claro, no ambiente de trabalho. A saúde mental e o bem-estar dizem respeito a como pensamos, sentimos e nos comportamos. Geralmente os transtornos são causados ​​por uma reação a um acontecimento difícil na vida, que pode ser causado ou agravado por questões relacionadas ao trabalho.

Nesse momento em particular, ainda sob os efeitos da pandemia, continua sendo difícil para muitos trabalharem isolados em casa, longe dos amigos e colegas de trabalho, e há ainda muitos trabalhadores em constante tensão devido ao medo de perder seu trabalho.

A escala do problema

Globalmente, estima-se que 264 milhões de pessoas sofrem de depressão, uma das principais causas de deficiência, com muitas dessas pessoas também sofrendo de sintomas de ansiedade.

Um estudo recente liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que os transtornos de depressão e ansiedade custam à economia global US $ 1 trilhão por ano em perda de produtividade.

Claramente, apoiar os funcionários a gerenciar sua própria saúde mental e criar um ambiente de trabalho que permita que todos floresçam é uma questão urgente para líderes empresariais e gerentes de saúde e segurança.

Riscos para a saúde mental no local de trabalho

De acordo com a OMS, as questões a seguir podem ajudar a desencadear ou agravar problemas de saúde mental no local de trabalho:

  • Políticas inadequadas de saúde e segurança;
  • Má comunicação e práticas de gestão;
  • Participação limitada na tomada de decisões ou baixo controle sobre a área de trabalho de alguém;
  • Baixos níveis de suporte para funcionários;
  • Horário de trabalho inflexível;
  • Tarefas ou objetivos organizacionais pouco claros.

Construindo uma cultura positiva de saúde mental no local de trabalho

Infelizmente, o local de trabalho pode intensificar uma condição pré-existente e pode causar sintomas ou piorar seus efeitos. Quer o trabalho seja a causa de um problema de saúde ou intensifique um problema pré-existente, os empregadores têm a responsabilidade de ajudar seus colaboradores fornecendo apoio adequado à saúde mental e ao bem-estar.

Reforçamos aqui a importância de as empresas adotarem uma abordagem holística para gerenciar os riscos à saúde, segurança e bem-estar de seus funcionários. É também necessário melhorar o nível de acesso dos trabalhadores a serviços e apoios de saúde ocupacional adequados.

A Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) realizou pesquisa recente que mostrou que 52% dos trabalhadores no Brasil estão sofrendo de ansiedade no ambiente de trabalho.

Já 47% dos entrevistados relataram que se sentem cansados com frequência, enquanto 22% relataram desânimo e outros 21% relataram frustração.

Para 89% dos profissionais entrevistados, a falta de empatia dentro das empresas foi relatada como um fator importante.

Diante dos fatos, vemos a importância de a empresa se preocupar em construir uma cultura positiva de saúde mental visando o bem-estar e a qualidade de vida de seus colaboradores, afinal eles são parte importantíssima de um todo que precisa funcionar com equilíbrio a fim de gerar bons resultados para a empresa.

Especialistas em SST

Através da implementação de programas de saúde e qualidade de vida, a Contrei pode ajudar sua empresa a promover a saúde física e mental de seus colaboradores.

Clique aqui e fale com um de nossos especialistas.

Você também pode gostar

Você também pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu