Nenhum comentário

EPIs: Importância e como utilizá-lo

EPIs Equipamento de Proteção Individual

EPI é a sigla para Equipamento de Proteção Individual. É todo equipamento ou produto de uso individual utilizado pelo trabalhador com o objetivo de protegê-lo dos riscos de acidente no ambiente de trabalho, capazes de ameaçar a sua segurança e a sua saúde.

Eles devem ser utilizados pelos trabalhadores em todas as situações que possam oferecer qualquer tipo de risco físico ou psicológico. Os EPIs são acessórios indispensáveis em chão de fábricas, construtoras, indústrias, laboratórios, ambientes que geram muita poluição sonora e também lugares possam oferecer riscos de contaminação.

Mas o que realmente é um EPI? Qual seu objetivo e por que eles devem ser utilizados? Neste post vamos tirar suas dúvidas sobre esses equipamentos.

O que é um EPI?

O EPI é um equipamento de proteção individual que deve ser utilizado pelo trabalhador com o objetivo de protege-lo de riscos que ameaçam a sua segurança ou a sua saúde, de acordo com a Norma Regulamentadora NR 6.

Ela tem como objetivo orientar as empresas sobre essa obrigatoriedade e é regulamentada pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia. O ideal é eliminar ao máximo os riscos no ambiente de trabalho, porém, nem sempre isso é possível. Neste momento, o EPI entra como um importante aliado contra acidentes e doenças do trabalho.

Os EPI’s são equipamentos como capacetes, protetores auriculares, óculos de proteção, máscaras, cintos de segurança entre outros.

Importância do EPI

A utilização dos Equipamentos de Proteção Individual tem a finalidade de proteger o funcionário de qualquer acidente ou danos à sua saúde. Geralmente são utilizados EPIs para proteção auditiva, respiratória, visual, facial, proteção da cabeça, das mãos e dos pés, sendo em alguns casos necessários equipamentos antiqueda. Vale lembrar que os equipamentos necessários variam de acordo com as funções exercidas pelo funcionário.

Fornecimento do EPI

A empresa contratante é obrigada por lei a fornecer aos empregados de forma gratuita todos os Equipamentos de Proteção Individual necessários para o serviço. O fornecimento dos equipamentos deve ser feito sempre que as medidas de ordem geral não forneçam completa proteção contra acidentes ou riscos e também para atender às situações de emergência.

Os EPIs devem ser entregues aos funcionários somente depois que as medidas coletivas ou Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC) tenham sido implementados. Lembrando que é necessário que os profissionais da segurança do trabalho instruam todos os funcionários sobre como e quando utilizar cada um dos equipamentos. Quando necessário, as empresas devem realizar palestras e treinamentos para garantir a segurança dos funcionários e conscientizá-los da importância do uso de EPI.

Veja como os EPIs devem ser utilizados pelos colaboradores

Os EPIs variam conforme o risco da atividade a que o colaborador está exposto, a parte do corpo que precisa ser protegida e o material a ser utilizado. Dessa maneira, eles oferecem níveis de segurança distintos. Com isso, é possível proporcionar proteção de:

  • cabeça;
  • olhos;
  • audição;
  • respiração;
  • mãos e braços;
  • pés e pernas;
  • corpo inteiro;
  • contra quedas.

E tudo isso é definido de acordo com o PPRA da empresa, que é o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais. Confira alguns exemplos:

  • NR 23 — proteção contra incêndios: capacetes, luvas (geralmente em couro térmico), botas, capuz balaclava e equipamentos de proteção respiratória;
  • NR 32 — estabelecimentos de saúde: toucas, aventais, máscaras, sapatos fechados, luvas que protegem contra riscos biológicos e químicos e óculos;
  • NR 18 — construção civil: abafadores de ruído, aventais e luvas de raspa, capacetes, calçados, cintos, máscara filtradora e óculos de proteção;
  • NR 33 — espaços confinados: capacetes com jugular, luvas de raspa ou PVC, óculos, botas e respiradores;
  • NR 35 — segurança nas alturas: cinto tipo paraquedista, trava-quedas, talabartes, capacetes com jugular, botinas, óculos e luvas.

Se cada um fizer a sua parte, empresa e colaborador, fica garantido um ambiente mais seguro para todos os trabalhadores. A conscientização da importância do EPI é fundamental para prevenir os acidentes de trabalho. Porém, não basta apenas adotar o uso dos EPIs, é preciso informação, treinamento e conhecimento.

Você também pode gostar
Segurança do Trabalho

Você também pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Fale com um consultor