Nenhum comentário

Importância dos exercícios físicos na pandemia

Pessoa fazendo atividade física em casa

Manter o corpo em movimento traz benefícios não só para o corpo dos praticantes, mas também para a saúde mental de quem permanece em casa

Para quem estava acostumado a realizar exercícios físicos todos os dias, o isolamento social provocado pela Covid-19 tem sido um grande desafio. Até mesmo quem gostava apenas de fazer uma caminhada no fim de semana está sentindo falta da rotina. Todos sabem que manter-se em movimento é essencial. Mas, diante desse cenário, como é possível fazer isso mesmo estando em casa?

As possibilidades são muitas e as preferências ficaram ainda mais claras no estudo realizado pela empresa Polar, que comercializa aparelhos vestíveis para atividades físicas. De acordo com os dados fornecidos pelos aparelhos dos clientes, foi possível verificar que a prática de corridas e de exercícios de força diminuiu 13% e 55% nesse período, respectivamente. Quedas maiores foram registradas nas corridas em esteiras e natação, com 67% e 86%. Por outro lado, foram as atividades em casa que tiveram os melhores resultados.

O tempo no treino funcional, por exemplo, aumentou em 94%. Já o uso de bicicletas ergométricas cresceu 42%. Isso se refletiu na melhoria do sono dos usuários dos equipamentos, que passaram a dormir mais tarde e a acordar mais tarde, pois não precisam mais se deslocar até o local de trabalho – um total de 21 minutos a mais de sono, em média.

Essa mudança de comportamento reflete a importância das atividades físicas para manutenção da saúde corporal. Em um artigo publicado no portal Pebmed, a médica do esporte e do exercício pela Universidade de São Paulo Paula Benayon, destaca que os índices de glicocorticoides, como o cortisol, acabam se elevando durante o isolamento, podendo inibir funções críticas do sistema imune. “A capacidade das células T de se multiplicarem em resposta a agentes infecciosos é reduzida, assim como a capacidade de certos linfócitos efetores de reconhecer e agir contra células defeituosas – cancerosas ou infectadas por vírus por exemplo”, explica.

Por isso, ela alerta para a necessidade de manter as sessões de exercícios, mesmo em casa. Isso ajuda a estimular a produção de novas células T e recircular as existentes, nos tornando mais resistentes a infecções – como a Covid-19. Isso, porém, também exige rotina.

E a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) deu algumas dicas de como se exercitar em casa.

  • Sempre que possível, utilize as escadas – seja no prédio ou dentro da própria casa.
  • Procure opções divertidas e que te distraiam da pandemia, como a dança.
  • Siga aulas online com exercícios, ministradas por profissionais da área, de modo a estimular os principais grupos musculares e aumentar o ritmo cardíaco.
  • Utilize as atividades domésticas como uma forma de se manter ativo.
  • Aproveite os objetos de casa, como garrafas cheias de água, para fazer atividades de fortalecimento muscular.

Benefícios para a saúde mental

É impossível separar as vantagens dos exercícios para o corpo daquelas geradas para a mente. Tudo funciona de forma integrada e, nesse período de pandemia, em que os casos de ansiedade e depressão têm aumentado, isso é ainda mais importante. Além de ser um fator de distração, a atividade física também libera endorfina, dopamina e serotonina – hormônios ligados ao sentimento de felicidade.

“Se a pessoa gosta de dançar, ela pode dançar, se gosta de fazer musculação, ela pode fazer musculação. De uma forma genérica, qualquer atividade física vai fazer bem. O profissional de educação física vai ajustar aquela atividade para as suas necessidades”, diz o professor Júlio Serrão, coordenador do escritório de atividades da Pró Reitoria da USP.

Temos um post em nosso blog que traz mais detalhes sobre esse assunto – clique aqui para acessar. Mas em um momento de tanta incerteza quanto o atual, saiba que é essencial se manter em movimento.

Leia também: 7 dicas de ginástica laboral para produzir melhor no home office

O papel das empresas

Com empregados em home office ou trabalhando em regimes diferenciados, os empresários também precisam se preocupar com a saúde física e mental dessas pessoas. E a Contrei pode te ajudar a criar um plano para cuidar melhor da segurança e da saúde de seus funcionários. Entre em contato e saiba como.

Você também pode gostar

Você também pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Fale com um consultor