Nenhum comentário

Qualidade de vida nas empresas

Qualidade de Vida no Trabalho - Mulher sorrindo no escritório

Investir na qualidade de vida dos profissionais é um investimento que a organização faz no próprio crescimento. Afinal, colaboradores saudáveis e satisfeitos são essenciais para a boa produtividade e para o alcance das metas.

Assim, a qualidade de vida no trabalho está diretamente ligada aos resultados da empresa e ao grau de satisfação do colaborador com suas funções. E, por isso, é de grande importância para as empresas manterem profissionais motivados, um ambiente de trabalho harmonioso e bons relacionamentos interpessoais.

O que é qualidade de vida nas empresas?

O conceito de qualidade de vida na empresa diz respeito às condições dentro do ambiente corporativo, levando em consideração as satisfações pessoais dos funcionários.

O colaborador deve ser valorizado e visto como um fator importante para a organização, tanto quanto os clientes.

A empresa precisa estar atenta aos diferentes fatores que podem aumentar os níveis de qualidade de vida no trabalho:

  1. ambiente leve e saudável, livre de pressões excessivas;
  2. ergonomia aplicada de forma correta;
  3. desenvolvimento pessoal;
  4. oportunidades de crescimento na carreira;
  5. remuneração justa;
  6. benefícios;
  7. feedback sobre as tarefas;
  8. igualdade de oportunidades;
  9. ações motivacionais que geram engajamento;
  10. limpeza e segurança ocupacional;
  11. saúde ocupacional.

A realização pessoal é uma das realizações mais difíceis de serem alcançadas. Por isso é tão importante reforçar que uma liderança empática é indispensável para melhorar a qualidade de vida nas organizações.

Por que a qualidade de vida no trabalho é importante?

A qualidade de vida no trabalho é importante tanto para as empresas que buscam ter colaboradores mais produtivos e motivados, como também aos próprios colaboradores que querem se desenvolver profissionalmente e pessoalmente.

Para colaborares a qualidade de vida está relacionada ao que a empresa faz para que possam ter bem-estar e satisfação no ambiente de trabalho. Para as empresas a qualidade de vida no trabalho está associada ao aumento de seus resultados, como produtividade, inovação e qualidade.

Também é importante ressaltar que a qualidade de vida não depende apenas do que acontece dentro das empresas. Os fatores externos como: amizades e relações familiares também refletem na qualidade de vida no trabalho, e precisam ser levadas em consideração.

Por isso, as empresas e profissionais de RH, líderes e gestores devem estar atentos a isso, assim como o colaborador deve adquirir competências para equilibrar sua vida pessoal com a profissional se quiser evoluir em sua carreira.

Exemplos de programas de qualidade de vida nas empresas

Esses programas são muito importantes para as empresas e para seus funcionários, pois, além de promover projetos visando maior bem-estar e a promoção da saúde no ambiente de trabalho, também desenvolve ações de treinamento dos profissionais.

Programas de treinamento

Pensar em qualidade de vida no trabalho também é pensar em ações voltadas para o desenvolvimento dos profissionais. Esse é um fator motivador, uma vez que o funcionário verá que a empresa confia no seu trabalho e pretende investir na sua capacitação.

Os treinamentos podem ser voltados desde para a capacitação técnica quanto para o desenvolvimento pessoal do funcionário com o objetivo de melhorar a inteligência emocional e o bom relacionamento interpessoal.

Flexibilização de horário de trabalho

Dar liberdade para que o funcionário escolha qual o melhor horário para trabalhar é um benefício simples, mas que impacta profundamente na qualidade de vida dos profissionais.

Há diversos benefícios para o funcionário em poder escolher seu horário de trabalho, como: evitar o trânsito intenso (um forte fator de estresse), poder almoçar com sua família, poder resolver questões pessoais, entre outros.

Também é importante ressaltar que cada pessoa é mais produtiva em um determinado horário, a flexibilidade faz com que o colaborador possa aproveitar melhor o seu período produtivo, em que possui mais energia.

Por isso, invista na flexibilização para que ele tenha mais momentos livres para realizar atividades que colaboram para a diminuição do estresse e aumento do bem-estar.

Campanhas para saúde do trabalhador

Um bom exemplo de programa de qualidade de vida voltado à saúde inclui conhecimento e ações para melhoria do ambiente, treinamento para que a liderança e os colegas tenham uma convivência mais respeitosa, incentivo à prática de exercícios e alimentação saudável, entre outros.

Essas intervenções devem ser parte de uma estratégia integrada que vise a prevenção de problemas, com identificação precoce, apoio e reabilitação dos funcionários.

Educação financeira

Problemas financeiros podem fazer com que um colaborador tenha sua produtividade afetada. Isso é um fator que gera grandes preocupações, diminuindo a capacidade de concentração no ambiente de trabalho e consequentemente prejudicando o desempenho de suas funções.

É muito interessante que a empresa invista em programas de educação financeira para os funcionários, ajudando na organização pessoal de cada um e orientando quanto aos riscos em assumir empréstimos e também sobre juros do cartão de crédito.

Conclusão

O setor de Recursos Humanos pode ter uma participação totalmente ativa na empresa, com ações que garantam a prática de programas que priorizem a qualidade de vida.

Os profissionais do RH podem iniciar um processo de melhoria fazendo uma avaliação do ambiente de trabalho atual, aplicando pesquisas para identificar o clima organizacional, mensurando o nível de satisfação dos funcionários e como as ações da empresa estão influenciando nesses resultados.

Com esses dados em mãos, é possível pensar em planejamentos estratégicos que possam resolver os problemas internos e oferecer melhores condições de trabalho, de acordo com o perfil e necessidade dos colaboradores.

Um indicador importante para medir a qualidade de vida no trabalho é o turnover. Com ele é possível saber exatamente a quantidade de profissionais que deixaram a empresa.

O nível de assiduidade também é um fator importante. Funcionários que faltam muito ao trabalho ou que atrasam com muita frequência indicam que há um problema com a qualidade de vida no ambiente de trabalho.

Leve em consideração a qualidade dos relacionamentos interpessoais. Conflitos constantes indicam que o clima da organização está pesado e carece de melhorias significativas.

Enfim, um ambiente de trabalho de qualidade é de suma importância para o bem-estar dos profissionais. Sem isso, é provável que a empresa nunca consiga reter seus talentos, atender bem os clientes e melhorar os seus resultados. Ao gerar qualidade de vida, a empresa se torna muito mais produtiva, lucrativa e atraente.

Você também pode gostar

Você também pode se interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu
Fale com um consultor